TV Salgueiro

Publicidade

Jovens empreendedores pernambucanos lançam marca de moda masculina

Jovens lançam marca de moda masculina que visa atender todo nordeste de forma irreverente e com qualidade diferenciada

Os jovens pernambucanos Alan Mendes Rocha, 18 anos, e o seu primo, Julio Cesar Mendes Correia, de apenas 16 anos resolveram fundar a marca de vestuário masculino “Allcer”, uma fusão dos próprios nomes. Com isso eles buscam ganhar o mercado nordestino oferecendo um atendimento diferenciado através das mídias sociais (Instagram e WhatsApp), visando assim oferecer também uma qualidade diferenciada nos produtos oferecidos, sem falar no preço acessível.

 

Julio Cesar (Esquerda) e Alan Mendes (Direita)

Segundo Julio, a Allcer surgiu da escassez de marca do gênero a nível regional que oferecessem produtos de qualidade e com um preço diferenciado. Atualmente a marca dispõe seus produtos em um site próprio na internet além do seu Instagram no qual podem ser consultados os produtos.

Acompanhe a loja pelos seus endereços na web:

Site: Allcer Vestuário

Fanpage: Allcer Vestuário

Instagram: Allcer Vestuário

Papa nomeia brasileiro para comissão antipedofilia

Papa nomeia brasileiro para comissão antipedofilia: Mandato do colegiado foi renovado neste sábado (17)

O papa Francisco reativou neste sábado (17) a Pontifícia Comissão para a Proteção dos Menores, órgão que havia sido criado por ele para combater a pedofilia na Igreja Católica e cujo mandato terminara no fim de 2017.
Com 16 membros, o colegiado será presidido novamente pelo arcebispo de Boston, cardeal Sean O’Malley, que criticara Jorge Bergoglio abertamente por causa de sua postura em relação a um bispo chileno acusado de acobertar casos de abuso sexual.

Entre os integrantes da comissão está um brasileiro, Nelson Giovanelli Rosendo dos Santos, fundador da comunidade Fazenda da Esperança, que atua em Guaratinguetá (SP) e ajuda na recuperação de jovens dependentes químicos.
O órgão também terá comissários de países como Austrália, Etiópia, Holanda, Índia, Itália, Reino Unido e Tonga, incluindo vítimas de pedofilia na Igreja, cujas identidades serão mantidas em sigilo.
“Desde a fundação da comissão, pessoas que sofreram abusos ou pais de vítimas foram membros. Como é de praxe, respeitamos o direito de cada pessoa que foi abusada de revelar ou não suas próprias experiências”, diz uma nota da Santa Sé.
Na primeira versão da comissão, duas vítimas de pedofilia, a irlandesa Marie Collins e o britânico Peter Saunders, abandonaram suas funções por uma suposta falta de cooperação por parte de outros departamentos da Cúria Romana.

Polêmica

Em janeiro passado, durante sua visita ao Chile, o Papa irritou vítimas de abusos sexuais ao defender publicamente o bispo de Osorno, Juan Barros, acusado de acobertar crimes praticados pelo padre Fernando Karadima, condenado pelo próprio Vaticano. Em determinado momento, Francisco chamou as denúncias contra Barros de “calúnias”.

A postura motivou críticas do cardeal O’Malley, que afirmou que as palavras do Pontífice podiam desencorajar novas acusações de pedofilia e relegavam os “sobreviventes a um exílio desacreditado”. Pouco depois, Francisco mandou um enviado especial ao Chile para aprofundar as investigações sobre o caso Barros.

“O Santo Padre assegurou a continuidade do trabalho da nossa comissão, que é aquele de assistir as igrejas locais de todo o mundo em seus esforços para proteger das feridas todas as crianças, os jovens e os adultos vulneráveis”, afirmou o arcebispo de Boston neste sábado.

A sessão de abertura do colegiado foi marcada para abril, com um encontro privado entre vítimas de pedofilia. Com informações da ANSA.

DA REDAÇÃO NOTÍCIAS AO MINUTO

Lula ironiza Moro por receber auxílio-moradia

O ex-presidente Lula: O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante a missa de 1 ano de falecimento da ex-primeira-dama Marisa Letícia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ironizou o juiz Sergio Moro nesta segunda-feira, após a controvérsia pelo magistrado da Operação Lava Jato receber auxílio-moradia mesmo possuindo um apartamento próprio em Curitiba. “Eu tenho um conselho: o povo brasileiro que não recebe reajuste agora já pode requerer auxílio-moradia, como o Moro fez”, disse, em entrevista à Rádio Jornal, de Recife (PE).

Entre outras críticas ao juiz que o condenou em primeira instância, o petista também ressaltou que Moro recebe “um alto salário, 30.000 reais por mês”. Ao jornal O Globo, o juiz federal utilizou o fato de não obter reajuste desde 2015 como compensação para o benefício mensal de 4.377 reais – que, apesar de discutível moralmente, é autorizado por uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula também se disse “pasmo” com a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que manteve a sentença do juiz federal e aumentou a pena pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro para o total de doze anos e um mês.

“Eu imaginava que a segunda instância viria para corrigir. Fiquei pasmo que os juízes estavam mais preocupados em livrar a cara da primeira instância”, criticou o ex-presidente, que também chamou os integrantes da força-tarefa da Lava Jato de “bando de messiânicos” que tentam “transformar as mentiras deles em verdade”.

O ex-presidente voltou a articular alguns dos argumentos da sua defesa ao TRF4. Afirmou que o apartamento tríplex no Guarujá “nunca foi dele” e que “não tinha como saber” o que estava acontecendo na Petrobras. “Eles querem que eu saiba o que está acontecendo no Acre, na Bahia, no Sergipe, no Rio de Janeiro…”, disse o petista.

No julgamento em que Lula foi condenado por 3 votos a 0 na segunda instância, os desembargadores João Pedro Gebran, Leandro Paulsen e Victor Laus corroboraram as teses do juiz Sergio Moro, segundo as quais não é preciso que haja a transferência efetiva do imóvel para o nome do ex-presidente para que seja consumado o crime de corrupção.

Da mesma forma, concordaram que Lula agiu para nomear os diretores da Petrobras que atuaram, dentro do âmbito dos fatos investigados pela Lava Jato, para beneficiar as empreiteiras investigadas.

Candidato

Durante a entrevista, o ex-presidente disse acreditar que, “no final”, vai conseguir ser candidato “porque a verdade vai prevalecer”. Ele elogiou a Lei da Ficha Limpa, que proíbe a eleição de condenados em segunda instância, mas disse que não poderia escapar da norma nem “de nenhuma outra” se tivesse cometido crimes, o que considera que não aconteceu.

“Eu só quero que eles digam qual é o crime que o Lula cometeu”, disse. O petista também aproveitou a impopularidade da reforma da Previdência para argumentar que que pode “consertar esse país […] sem jogar a culpa nas leis trabalhistas ou nos aposentados”. Também disse que “as elites” querem um retorno à época em que “os trabalhadores trabalhavam por uma refeição”.

Falando ao público de Pernambuco, Lula fez um aceno ao PSB, partido que se define à esquerda do espectro político, mas que oscila em relação ao ex-presidente. Ele pôs panos quentes nos desentendimentos das eleições de 2014, quando o ex-governador Eduardo Campos (PSB), falecido em agosto daquele ano, rompeu com o governo da então presidente Dilma Rousseff (PT) para disputar o Planalto. “Cada aliança é feita com o cenário de cada tempo. Todo mundo sabe que eu gostava muito do Eduardo Campos assim como todo mundo sabe que ele gostava muito de mim”, afirmou o petista.

O ex-presidente não descartou nem uma reaproximação com o MDB. Questionado sobre as suas conversas com o senador Renan Calheiros (MDB-AL), Lula disse que “tem muita gente no PMDB [sic] que vai propor aliança com o PT”. Ele citou os casos do Piauí e de Minas Gerais. No segundo caso, dois grupos disputam o comando do diretório, dividido em apoiar ou não o a reeleição do governador Fernando Pimentel (PT).

DA REDAÇÃO VEJA.COM


 

Reportagem: Conheça o atual estado da Praça CEU no bairro da Cohab, em Salgueiro-PE

A nossa equipe visitou o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), no bairro da Cohab em Salgueiro, para mostrar os problemas que estão sendo enfrentados pela população pois, o local se encontra em péssimas condições. Além da parcela de culpa do governo local e, o que chega a ser contraditório é que a própria população danificou a praça. Confira abaixo a reportagem em vídeo:

 

O que ouvimos dos moradores é que falta participação da atual administração em administrar medidas para realizar as manutenções na praça, falta também segurança no local, já que há relatos de jovens que se utilizam do local para usar drogas, estes últimos juntos com a própria populacão acabaram danificando as instalações e depredando o patrimônio público.  É de vital importância para esses locais que a própria população zele dos espaços mas, isso não vem ocorrendo na praça CEU.

Deixamos aberto o espaço para os responsáveis pela praça  se pronunciarem sobre o atual estado do local e quais medidas serão tomadas para que seja sanado esse problema.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS 


 

Prefeitura de Salgueiro inaugura praça no Distrito de Umãs

Na noite do último dia 20, a prefeitura de Salgueiro na pessoa do prefeito, Clebel Cordeiro (PMDB), entregou aos moradores do Distrito de Umãs a Praça São Sebastião. Na ocasião, além do eleito, centenas de pessoas estiveram presentes junto ao vice-prefeito, Dr. Chico Sampaio, lideranças locais e secretários.

A Praça São Sebastião, na sua estrutura conta com árvores, bancos, pintura e iluminação dando assim um novo ar para o povoado e uma opção de lazer para as famílias e uma área de convivência para os moradores.  A praça foi entregue durante os festejos tradicionais de São Sebastião do distrito, que acontecem entre os dias 10 e 20 de Janeiro.

“É com muita felicidade que entregamos esta unidade que é fruto de um trabalho de equipe. Essa inauguração demonstra o compromisso da nossa gestão com a comunidade. É uma alegria estar aqui com vocês e um momento histórico para este distrito tão querido pela nossa administração e pela nossa cidade. Essa é a realização de um sonho para os moradores de Umãs. Peço para que cuidem da praça, ela pertence a vocês”, concluiu o prefeito.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS


 

Mulher perde guarda de dois filhos em Salgueiro por maus tratos e fornecimento de bebida a menores

Uma mulher de 30 anos perdeu a guarda de dois filhos nesse domingo (21), no bairro Cohab, em Salgueiro, depois de ser acusada de maus tratos e fornecimento de bebida alcoólica a menores. Ela estava acompanhada de dois homens, um servente de 21 e um feirante de 22 anos, no momento em que a Polícia Militar chegou à residência para averiguar uma denúncia de aliciamento de menores. Segundo a polícia, os homens estavam molhados, de roupas íntimas e com visíveis sinais de embriaguez.

O Conselho Tutelar foi chamado para acompanhar a ocorrência e a condução dos envolvidos para a Delegacia de Polícia Civil. Um adolescente de 15 anos disse que havia tomado uma “latinha de cachaça”, confirmando a denúncia. Este e outro de 17 anos foram entregues às mães. Já a filha da acusada, de apenas 11 anos, e um bebê de seis meses ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar, que repassou aos avós maternos, residentes em Cachoeirinha.

Os dois homens e a mulher foram autuados em flagrante por maus e por fornecimento de bebidas alcoólicas a menores.

Da redação do Blog Alvinho Patriota


 

Pipeiros fazem protesto em Petrolina por pagamento de salários atrasados e reajuste

Na manhã desta quinta-feira (18) aconteceu um protesto de pipeiros de diversos municípios do Sertão de Pernambuco e da Bahia, em frente ao 72° Batalhão de Infantaria Motorizado (72° BIMtz), em Petrolina. O grupo interditou uma avenida em reivindicação ao pagamento de salários atrasados, além de cobrarem reajuste nos contratos, o que não é feito há oito anos.

Os pipeiros disseram que o acordo firmado com o Exército prevê trabalho de 90 dias para receber o pagamento, mas alguns estão com salários atrasados desde julho de 2016, sem previsão de recebimento.

Os trabalhadores também reclamam do GPS, que registra a quilometragem percorrida até as comunidades atendidas. Segundo os profissionais, o aparelho apresenta muitos problemas e atrapalha o trabalho.

DA REDAÇÃO – Blog Alvinho Patriota


 

Espaço do Leitor: Até quando não vamos dispor de um Hospital Veterinário?

A nossa redação recebeu no último dia (10), quarta-feira, a mensagem da leitora Marcia Ferreira Alves, indagando sobre a necessidade de um Hospital Veterinário na cidade de Salgueiro. Confira abaixo a mensagem:
Olá Bom dia! Quando Salgueiro irá ter, como nossa vizinha Serra Talhada, um hospital Veterinário? Para que os animais de rua parem de procriar aos montes na cidade? Porque isso é caso de saúde pública A cidade de salgueiro está cheia de animais maltrapilhos negligenciados pela prefeitura É triste andar no centro e nas ruas e ver essa tristeza. Estamos no aguardo de políticas públicas para animais de rua!
Não é de hoje que se reclama do quantitativo de animais soltos pelas ruas da cidade. Além deste, outros blogs já publicou várias matérias sobre o assunto alertando as autoridades. Diante das cobranças a prefeitura implantou projetos para tentar sanar o problema porém é notável a persistência do mesmo.  A população faz o caos e infelizmente é dever do poder público concertar as coisas. A falta de responsabilidade dos proprietários de animais domésticos acaba colocando em risco terceiros, que podem estar sujeitos a ataques e transmissão de doenças dos animais abandonados.

Opinião de quem está por dentro

Pedimos ajuda ao acadêmico em Medicina Veterinária pela UFCG, Deivyson Barros, e o mesmo nos mandou o texto a seguir:
Os animais assim como os seres humanos são seres sencientes. O conceito dessa palavra se refere a capacidade dos seres em sentir sensações e sentimentos de forma consciente. Assim como os seres humanos, os animais também adoecem, mas a diferença é que em muitas das vezes aquele estado de saúde do animal é negligenciado pelos animais pensantes.

Mal sabe a população que a saúde do animal que está sob sua custódia é de sua total responsabilidade, portanto o tutor do animal deve dar as mínimas condições possíveis para que o animal esteja livre de dor, desconforto, sofrimento, doenças e entre outras coisas as quais não desejamos submeter um filho nosso.

Porém, diante dessas informações, uma pessoa curiosa faria o questionamento: e os animais de rua, é dever de quem cuidar?
Bem, é fácil! Os animais de rua são de responsabilidade dos órgãos públicos. Pois bem, cada cidade tem por obrigação ter um centro de apoio para esses animais. Essa informação é tão omitida que uma parcela da população não entendem a função de um Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) ou de um Hospital Veterinário (HV).

Como foi mencionado no início do texto, os animais também adoecem, entre as doenças existem as zoonoses. O conceito dessa palavra é simples: Zoonoses são doenças de animais que acometem a saúde de humanos. Entre essas doenças temos a Raiva, Calazar (Leishmaniose), Leptospiroses, Chagas, Dengue e entre outras. Ou seja, repetindo mais uma vez, é do poder público a responsabilidade de prevenir e controlar essas e outras doenças da população humana e animal.

A cidade de Serra Talhada localizada no sertão do Pajeú já deu um largo passo a nossa frente e inaugurou recentemente o primeiro Hospital Veterinário totalmente público do estado de Pernambuco. Uma obra dessas é para deixar a população das cidades circunvizinhas com inveja sim!

Nas ruas de Salgueiro, um bom curioso não precisa de muito tempo para verificar que nossas ruas são tomadas de animais, muitos destes apresentam sinais visíveis de saúde debilitada. É vergonhoso, mas nossa cidade possui poucas ou nenhuma política para controle desses animais de Rua.

Uma conquista atual do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) para a população datada de 2011, foi a inclusão do profissional Médico Veterinário no Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF). Dessa forma o Médico Veterinário irá atuar junto a outros profissionais da saúde para realizar serviços de visitas domiciliares, possibilitando diagnóstico de risco e promovendo educação em saúde para a população.

Contudo vale salientar que a saúde e bem estar animal é de grande importância para a saúde pública, a qual é dever e obrigação do estado cumprir os requisitos básicos para manter. As medidas são simples, basta pressão popular, interesse dos órgãos públicos em combater o descaso dos animais de rua e por fim, basta a população saber que os animais assim com as pessoas tem seus direitos, merecem cuidados e o respeito devido.

Aguardamos agora respostas do poder público municipal para que seja esclarecido a leitora e a população o porquê da cidade de Salgueiro, uma das mais importantes do Sertão Central, não ter a disponibilidade de um Hospital Veterinário Público.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS


Após meses de insultos, Trump se diz aberto a negociar com a Coreia do Norte

O presidente norte-americano, Donald Trump, hoje no Conselho de Ministros celebrado na Casa Branca.

Tudo é frágil. Os falcões militares e o presidente norte-americano mantêm seu objetivo intacto: a Coreia do Norte deve abandonar o programa nuclear e balístico. Para alcançar essa meta, estão dispostos a continuar fechando o cerco e, caso se sintam ameaçados, Trump chegou a afirmar que não hesitaria em destruir seu inimigo. Pyongyang tem se mostrado firme em todos os momentos. Apesar das sanções e condenações internacionais, declarou ser um Estado nuclear no início do ano e recordou que “todo o território dos EUA está ao alcance” de sua bomba atômica.

Nesse contexto, a tensão parecia destinada a uma nova escalada, mas o regime norte-coreano buscou uma válvula de escape e se ofereceu para sentar e negociar com o Sul. O sinal de abertura foi rapidamente aceitou pelo vizinho. E as conversas começaram a dar resultado. Na primeira jornada realizada esta semana, Pyongyang anunciou que, em fevereiro, participaria dos Jogos Olímpicos de Inverno no Sul. Também se mostrou disposta a abrir um diálogo militar para “resolver as tensões atuais” entre ambos os países.

Visto no microscópio, esse movimento representa, mais do que um grande avanço, um respiro numa área saturada pela ameaça nuclear. Os sul-coreanos terão assegurada uma Olimpíada sem sobressaltos; já os vizinhos do Norte alteram uma dinâmica que os havia levado ao mais absoluto isolamento. Mas o grande problema, o armamento norte-coreano, fica sem resolver. A abertura de uma negociação direta entre Pyongyang e Washington parece, segundo alguns especialistas, a única via para solucionar a questão.

É um caminho que Washington nunca rejeitou. A expressão mais clara disso veio em dezembro através do secretário de Estado, Rex Tillerson. Apenas duas semanas depois do maior teste balístico norte-coreano, o chefe da diplomacia dos EUA ofereceu “um diálogo direto e sem condições prévias”. A proposta era excepcional. Abandonava a tradicional exigência de que a Coreia do Norte abrisse mão do arsenal nuclear e só pedia um “período de calma” para iniciar o diálogo.

“Não é realista dizer que eles só podem conversar se vierem à mesa prontos para prescindir de seu programa. Investiram muito nele […]. Estamos dispostos a falar com a Coreia do Norte no momento que desejarem. Encontremos e falemos sobre o tempo, se for necessário, ou sobre se a mesa deve ser redonda ou quadrada, e depois comecemos a elaborar um mapa”, disse Tillerson numa conferência no think tank Atlantic Council.

Mas o diálogo, como é habitual no Governo Trump, logo ficou em segundo plano. Além do desdém manifestado pela Casa Branca, que se apressou em dizer que aquele não era o momento para conversas, vieram os longos discursos do Líder Supremo, Kim Jong-um, e os tuítes de Trump. O cenário de distensão se transformou em outro, de conflito. “Kim Jong-un disse que o botão nuclear está em sua mesa o tempo todo. Alguém pode dizer a esse regime depauperado e faminto que eu também tenho um botão, mas que o meu é muito maior e mais poderoso que o dele, e que funciona?”, disse o presidente no Twitter.

Passada a turbulência, e ante o bom começo de negociações entre as duas Coreias, Washington retomou a proposta do diálogo. Qualquer passo, segundo os especialistas, deve ser acompanhado por uma interrupção dos testes nucleares e balísticos, bem como de algum indicador de que há disposição para o diálogo. A Coreia do Norte ainda não respondeu. A bola, desta vez, está em seu campo.

Moon atribui o “mérito” a Trump

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, respaldou ontem Donald Trump. Numa declaração destinada a satisfazer o ego do mandatário norte-americano, Moon ressaltou que grande parte do mérito pelas conversas entre Seul e Pyongyang cabe ao republicano.

Para a Casa Branca, o diálogo entre as duas nações é fruto da política de pressões e sanções implementada pelo presidente logo após assumir. Um cerco hoje integrado pela China e que tem cortado as fontes de recursos da Coreia do Norte até deixá-la à beira da asfixia.

DA REDAÇÃO EL PAÍS


 

Acidente que matou Teori não foi provocado, informa PF a Cármen

Falha humana é a principal linha de investigação sobre morte de ministro do STF

A Polícia Federal (PF) levou à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, os principais resultados da investigação sobre a queda de um avião em Paraty (RJ) que resultou na morte do ministro do STF Teori Zavascki, que era relator dos inquéritos da Lava-Jato relacionados a autoridades com foro privilegiado. Neste atual estágio das investigações, que caminham para um fim, a PF descarta que o acidente tenha sido provocado; não encontrou indícios de sabotagem; e tem a falha humana como linha principal para explicar a tragédia, conforme o relato levado à presidente do STF.

Os resultados da apuração foram levados a Cármen Lúcia pelo diretor-geral da PF, Fernando Segóvia, e pelo delegado que conduz as investigações, Rubens Maleiner. A morte de Teori completa um ano na próxima semana, no dia 19 de janeiro. O ministro estava num avião de pequeno porte, com capacidade para oito pessoas, que decolou do Campo de Marte, em São Paulo, e caiu no mar de Paraty, a dois quilômetros da cabeceira da pista. Cinco pessoas estavam no avião e morreram no acidente.

— A investigação ainda está em curso, mas num estágio bastante avançado. Sobre a possibilidade de um ato intencional, nenhum elemento foi encontrado neste sentido. Pelo contrário, o desfecho é de que não foi intencional — afirmou aos jornalistas o delegado Maleiner, após a reunião com a presidente do STF.

O delegado lembrou que a investigação da PF foi aberta para identificar eventuais responsáveis pelo acidente que matou Teori e que corre em paralelo à investigação do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos (Cenipa), da Aeronáutica. O Cenipa investiga com a finalidade de prevenção de novos acidentes.

— Ainda dependemos de perícias para fechar as posições mais efetivas. São analisados conjuntos de fatores, como as condições meteorológicas e o trajeto adotado pela aeronave. A linha principal da investigação é falha humana — disse o delegado responsável.

DA REDAÇÃO AGÊNCIA O GLOBO