Vândalos aproveitam protestos para cometer crimes em Salgueiro-PE

img_9097

Com os protesto que ocorreram hoje, 28, em Salgueiro-PE, alguns vândalos acabaram se aproveitando e pichando as ruas da cidade. Salgueiro também foi palco da Greve Geral organizada pelas ações sindicais em todo o Brasil.

Nossa equipe voltava do ensaio fotográfico do quadro deste blog, Gata SN, e acabamos nos deparando com as faixas de pedestres elevadas com a frase “Fora Temer”. A frase foi vista por nós nas faixas em frente ao Banco Bradesco e ao shopping, mais especificamente em frente as Lojas Americanas. Não sabemos se outros locais também foram vítimas dos vândalos.

Por que a população brasileira não consegue fazer “nada” de forma totalmente pacífica e sem depredar o patrimônio público, que mal é mantido com os altos impostos que pagamos?

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS

Confira quem será a Gata SN de Abril

gata-sn-3-liviaConfiram ´quem é a próxima Gata SN:

Livia Bruna tem 16 anos e é estudante do ensino médio. Uma garota como ela própria disse, “de bem com a vida”, e que mesmo não tento sido contemplada na vez anterior ela tentou novamente até que conseguiu.

Livia será a gata desse mês e irá representar o Salgueiro Notícias nas redes sociais e por onde mais nossa notícia chegar.

18119776_1001782943290271_494562561_o

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS 

Carros fortes são emboscados em Petrolina e bandidos explodem um deles

IMG-20170425

No fim da tarde desta terça-feira, 25, carros-fortes da empresa de segurança e transporte de valores, Preserve, foram vítimas de uma emboscada logo após saírem da base em Petrolina-PE, no bairro Planilhas. Os criminosos  cercaram os veículos em dois carros, os ocupantes desembarcaram e começaram a disparar contra as viaturas da preserve com armas de grosso calibre.

Os vigilantes que ocupavam as viaturas para preservar a própria vida correram para dentro da empresa, logo em seguida os fora da lei explodiram um dos carros e levaram o dinheiro.

A Polícia Civil começou a investigar e a realizar diligencias no intuito de localizar e prender os assaltantes. Não se sabe o valor que foi levado pelos bandidos.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS  

Definido: Salgueiro encara o Sport na final do pernambucano

Confronto final definido pelo pernambucano - SN

Na tarde de hoje (23), o Náutico recebeu o Sport na Arena para decidirem a vaga na final do estadual. O primeiro jogo aconteceu que aconteceu na Ilha do Retiro culminou na vitória de virada do Sport por 3 x 2, sendo assim o Leão necessitava apenas de um empate para ganhar a classificação e foi o que conseguiu.

O primeiro tempo do jogo foi bem movimentado com alguns contra ataques ofensivos para ambos os lados. Aos 31 minutos o meio campo Giovanni abriu o placar para o Náutico. Porém, o Sport não se abateu e não deu nem o tempo necessário para que a torcida alvi-rubra terminasse de comemorar e 3 minutos depois, numa cobrança de bola parada, o zagueiro Matheus Ferraz subiu no segundo andar e cabeceou para dentro do gol do time da casa, colocando mais uma vez o Leão com a vantagem. No segundo tempo o Náutico tentou ao máximo arrancar um gol, mas o time do Sport foi mais esperto e administrou bem o empate, colocando o time mais uma vez em uma final.

As datas dos confrontos da final ainda não foram definidas, mas por o Salgueiro ter feito a melhor campanha no campeonato, o segundo jogo será decidido em seus domínios. Por tanto, espera-se mais do que nunca um Salgueirão cheio, lotado de um torcida apaixonada que canta e vibra com o orgulho de ser Salgueirense. Será uma final histórica, a batalha está só começando…

Por Deivyson Barros – Da redação do blog Salgueiro Notícias

Tensão com a Coreia do Norte: O mundo pode estar próximo da 3ª Guerra Mundial?

Mísseis: A Coreia do Norte ameaçou aumentar as os testes de mísseis diante de ameaças dos Estados Unidos

A tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte aumentou recentemente, com agressões e advertências verbais, além de alguns movimentos militares, o que gerou uma preocupação sobre uma nova crise entre duas potências nucleares.

Veículos de comunicação como o jornal americano The New York Times e o britânico The Guardian chegaram a citar a possibilidade de um conflito e compararam o momento atual como a Crise dos Mísseis de Cuba, de 1962. Afinal, seria essa a crise nuclear mais preocupante em 50 anos?

Especialistas ouvidos pela BBC divergem sobre as chances reais de um confronto mais acirrado – e potencialmente destrutivo – entre Washington e Pyongyang.

Há um consenso de que a solução militar não seria a melhor para as diferenças entre os dois países e que, assim como fizeram soviéticos e americanos há quase 55 anos, Donald Trump e Kim Jong-un resolverão seus problemas na mesa de negociações.

O conflito

Pence no Japão: O vice-presidente Mike Pence faz um giro pela Ásia, e a Coreia do Norte é um dos principais temas da agenda

A crise atual se intensificou em 8 de abril, quando, após um teste de míssil frustrado pela Coreia do Norte, Trump disse ter enviado uma “armada muito poderosa” para a península coreana, uma referência ao porta-aviões USS Carl Vinson e a um grupo tático.

Por sua vez, o Exército norte-coreano exibiu no último fim de semana seu arsenal militar e tentou fazer um novo teste de mísseis de médio alcance. O exercício falhou novamemnte – o dispositivo explodiu pouco após o lançamento.

Estava marcado para o mesmo dia o início de uma visita do vice-presidente americano, Mike Pence, à Ásia, que tem a Coreia do Norte como um dos principais temas de sua agenda. “A era da paciência estratégia (com Pyongyang) terminou”, disse ele na segunda-feira, em visita à Coreia do Sul.

A resposta da Coreia do Norte foi breve, vinda de um alto diplomata do país: “Se os Estados Unidos planejam uma ofensiva militar, vamos reagir com um ataque nuclear preventivo”.

Trump e Xi Jinping: Trump falou sobre a Coreia do Norte durante o encontro com Xi Jinping

A escalada de tensão alcançou um nível já considerado por alguns como a maior ameaça nuclear em 50 anos. O The New York Times classificou como uma “Crise dos Mísseis de Cuba em câmera lenta”. “Quando as ambições nacionais, o ego pessoal e um arsenal mortífero se misturam, as possibilidades de erro de cálculo se multiplicam”, disse o jornal.

Já o The Guardian afirmou que “nesse momento, a maioria das armas nucleares do mundo estão nas mãos de homens para quem a ideia de usá-las está se tornando factível”, numa referência a Jong-um, Trump e o presidente russo, Vladimir Putin.

Em Cuba, o episódio é lembrado como a “Crise de Outubro”. No dia 15 deste mês em 1962, um avião espião dos EUA descobriu instalações na ilha que pareciam corresponder a mísseis nucleares de médio alcance, o que fez o governo de John F. Kennedy cercar Cuba imediatamente, enquanto navios soviéticos avançavam rumo à ilha.

Entre 22 e 27 de outubro daquele ano, o mundo experimentou o que era sentir-se à beira de uma guerra nuclear. Finalmente, negociações entre Moscou e Washington permitiram que o arsenal nuclear instalado na ilha voltasse à Rússia, enquanto um furioso Fidel Castro culpava os soviéticos de terem negociado pelas suas costas.

O prêmio Nobel da Paz e físico a favor do desarmamento nuclear Joseph Rotblat qualificou a crise dos mísseis como “o momento mais aterrorizante” da sua vida. Seria a crise atual o momento mais crítico desde então?

Sobrevivência

Para Bates Gill, especialista em relações entre Estados Unidos e Ásia da Universidade Nacional da Austrália, trata-se de um pico da tensão nuclear em décadas.

“A situação mudou drásticamente nos últimos três anos por causa do desenvolvimento de armas nucleares pela Coreia do Norte, e isso pede uma abordagem diferente, com urgência”, afirma ele, para quem “a expectativa da administração Trump de esperar que a Coreia do Norte se desfaça de seu arsenal nuclear claramente não funcionou”.

Em contrapartida, Robert Einhorn, especialista em segurança e política externa do Instituto Brookings, de Washington, afirma que hoje nos encontramos “muito longe de estar à beira de um confronto nuclear como em 1962”. “Não é tão preocupante como muitos dizem, mas a situação é claramente tensa por causa das declarações da Coreia do Norte”, diz.

Avião dos EUA sobrevoa navio russo em Cuba: Aviões americanos se aproximavam de navios russos durante a Crise dos Mísseis em Cuba

Ainda que não acredite na possibilidade de uma guerra nuclear, Einhorn afirma que “será muito difícil que o governo de Trump convença os norte-coreanos a eliminarem seu programa nuclear”. O especialista afirma que, para Pyongyang, essas armas são consideradas garantias da sobrevivência do regime.

Apesar de afirmar que o momento atual reflete a maior tensão entre as duas potências em décadas, Gill diz que a crise diplomática não se resolverá com mísseis por duas razões: as declarações do governo de Trump e a pressão que a China pode exercer sobre Pyongyang.

“Duvido de uma guerra nuclear. O governo Trump vem declarando querer esgotar todos as vias diplomáticas e pacíficas. A opção militar seria a última, a menos que exista uma ameaça iminente.”

Depois da crise em Cuba, Estados Unidos e União Soviética só voltaram a acender o sinal de alerta nuclear em 1983, com uma série de exercícios militares da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), tidos pela Rússia como um possível ataque atômico. Soviéticos preparam mísseis e alertaram suas bases na Alemanha Oriental e na Polônia.

O incidente teve uma repercussão menor que a crise cubana, mas ainda é considerada por historiadores como a maior relacionada a armas nucleares desde 1962 – até agora.

Por Victor Simão -DA REDAÇÃO BBC BRASIL

PEGA, MATA E COME!!

Salgueiro 2 x 0 Santa Cruz - SN

Salgueiro 2 x 0 Santa Cruz – SN

Um espetáculo! Isso mesmo, um espetáculo futebolístico tomou conta da cidade de Salgueiro na noite de hoje. Em uma atuação sensacional o Carcará do sertão bateu a Cobra coral pelo placar de 2 x 0 e garantiu a classificação do time, pela segunda vez, na final do campeonato pernambucano de 2017.

O Salgueiro entrou a campo necessitando de uma vitória com até dois gols de diferença para se classificar, já o Santa Cruz precisava apenas manter o empate para garantir a classificação, pois havia ganhado o primeiro jogo no arruda pelo polêmico placar de 1 x 0. Mas a força da torcida sertaneja foi a chama para acender o time do Salgueiro, que em uma atuação digna de ser campeão bateu o grande da capital, o Santa Cruz.

O jogo já começou quente, o primeiro contra ataque ofensivo do jogo foi a favor da equipe da capital. Depois daquilo o Salgueiro tomou as “rédeas” da situação e dominou todo o primeiro tempo. Vale um destaque especial para a atuação do jogador Valdeir, que foi brihante pelo setor esquerdo do campo. O time foi muito guerreiro, tivemos um ataque ofensivo, um meio campo que de fato criou jogadas com chances claras de gols e uma defesa que cumpriu muito bem o seu papel. A posse de bola do primeiro tempo foi quase que exclusiva do Salgueiro. Vimos muita criação de cera por parte do goleiro Júlio César do Santa, mas notamos também uma arbitragem tendenciosa durante todo o jogo, com algumas marcações de falta a favor do time da capital que não haviam nexo algum.

Já no segundo tempo a história foi diferente, visualizamos o Santa Cruz muito mais defensivo e um Salgueiro letal em seus contra ataques. O desespero do Santa Cruz começou quando aos 20 minutos, Toty deu uma “Cipuada” na bola que estrondou no travessão do goleiro tricolor. Dali em diante a cobra coral ficou desestabilizada. Até que aos 21 minutos, em uma cobrança de escanteio do Moreilândia, Rodolfo Potiguar recebe e manda uma bomba para o fundo dos barbantes, explodindo das arquibancadas aquele tão esperado grito de gooool.

Não havia nada ganho, aquele placar levava o jogo aos acréscimos, e a torcida queria mais. O time mostrou-se centrado e muito efetivo nas bolas paradas. Tanto que na cobrança de falta de Moreilândia, Jean Carlos aproveitou e empurrou mais um na caixa do Santa Cruz. Até então era um misto de alegria e apreensão na arquibancada, visto que a arbitragem parecia estar jogando contra o Salgueiro. O Santa Cruz fazia seus contra ataques sem tanta eficiência, já o carcará voava baixo nos gritos de olé da torcida. Até que no último minuto do jogo a arbitragem cavou uma falta a favor do Santa Cruz na entrada da área do Salgueiro, o estádio enlouqueceu de fúria. Mas o destino do Carcará é ser grandioso! Anderson Sales fez a cobrança na direção certa, mas o paredão Mondragon mandou aquela bola para fora. Quando soou o apito do arbitro terminando aquele jogo, a torcida explodiu num grito que tomou conta do sertão pernambucano.

Agora o Salgueiro tem o privilégio de esperar sentado a definição do confronto mais importante de todos. Neste domingo (23) o Sport encara o Náutico, precisando apenas de um empate para garantir a classificação na final. O Sertão de Pernambuco e a cidade de Salgueiro tem o privilégio de ter pela segunda vez na história um representante na final do campeonato pernambucano. A torcida tem um papel grandioso na história do Salgueiro, ela é a chama que faz com que o carcará sobreviva. E agora mais do que nunca o time precisará do grito e das bozinas para trazer pela primeira vez na história o título do campeonato pernambucano para o Sertão. A cada batalha, derrubamos um leão por vez, agora basta somente um para gritarmos de uma vez o som estridente de ser campeão.

Por Deivyson Barros – Da redação do blog Salgueiro Notícias

Preparativos para o duelo no Sertão – Salgueiro x Santa Cruz

Salgueiro x Santa Cruz - Salgueiro Notícias

Os jogos das semifinais do campeonato pernambucano começaram. E na primeira rodada os times que saíram com a vantagem foram o Sport que venceu o Náutico por 3×2 e o Santa Cruz que venceu o Salgueiro pelo magro placar de 1×0.

O Salgueiro foi o dono da melhor campanha no hexagonal do título do campeonato, classificando-se em primeiro lugar e com duas rodadas de antecedência e o Santa se classificou em quarto. O Santa Cruz vem ao interior pernambucano precisando apenas de um empate para se classicar, já o time da casa precisa vencer por um placar de dois ou mais gols para se classificar para a final. O primeiro jogo na capital teve um primeiro tempo bastante movimentado, com os dois times contra-atacando bem, com boas chances de abrirem o placar, porém há quem diga que ambos os times não foram tão agressivos e não aproveitaram tão bem as oportunidades de gol.

Já o segundo tempo foi polêmico, os dois times estavam com sede de fazer gol. Os contra ataques de ambos os lados eram bem agressivos. Porém, a rede só balançou depois que a árbitra Débora Cecília (FPF) marcou uma falta dentro da área do Salgueiro, acarretando em penalti a favor da equipe do Santa Cruz. A imprensa sertaneja é claro que não perdoou, a marcação da arbitra foi de fato equivocada. Com isso o zagueirão coral Anderson Salles que não tinha nada haver com aquilo, bateu o penalti e converteu para o Santa Cruz, abrindo o placar no mundão do arruda e deixando a equipe coral com a vantagem para o jogo da volta.

O Salgueiro vem se preparando a algum tempo para esse jogo, pois está focado único e exclusivamente no campeonato pernambucano. Na tentativa de lotar o estádio, a diretoria fez uma promoção para os torcedores, colocou os ingressos da geral e da social com 50% de descontos até ontem (21). Já existem alguns dados extra oficiais de que antecipadamente já foram vendidos 6 mil ingressos, sendo que o estádio tem capacidade para 12 mil pessoas. O Santa vem com todo gás para esse jogo, mas o Salgueiro tem potêncial para vencer e com o apoio da torcida sertaneja o carcará pode voar muito mais alto. O torcedor está confiante na classificação e o time está empolgado, então esperasse para logo mais às 19h um belo espetáculo futebolístico sob o céu do sertão.

O Salgueiro Notícias estará fazendo a cobertura no estádio Cornélio de Barros, logo mais a noite a matéria completa sobre o jogo.

Vamos com tudo Carcará!” #EuAcredito

Por Deivyson Barros – DA REDAÇÃO DO BLOG SALGUEIRO NOTÍCIAS

Coreia do Norte ameaça ‘reduzir EUA a cinzas’ em ataque preventivo

Imprensa norte-coreana afirma, em tom de ameaça, que Estados Unidos e seus aliados ‘não devem mexer’ com eles.

missel

A imprensa estatal da Coreia do Norte voltou a ameaçar a Casa Branca para um “ataque preventivo super poderoso” que poderia “reduzir os Estados Unidos a cinzas”, segundo publicou nesta quinta-feira (20) o jornal Rodong Sinmun, publicação oficial do Partido dos Trabalhadores norte-coreano.

“No caso de um ataque preventivo super poderoso ser lançado, ele irá destruir completamente e imediatamente não só as forças de invasão dos imperialistas norte-americanas na Coréia do Sul e suas áreas vizinhas, mas os Estados Unidos e reduzi-los a cinzas”, publicou o jornal, segundo a Agência Reuters.

A publicação norte-coreana escreveu ainda, em tom de ameaça, que os Estados Unidos e seus aliados “não devem mexer conosco”. No fim de semana, o regime de Kim Jong-um divulgou um vídeo propagandístico que mostrava um ataque nuclear simulado que destruía uma cidade americana não identificada. Um cemitério e uma bandeira dos EUA apareciam em chamas no mesmo material.

A mais nova ameaça de Pyongyang – semelhante a outras feitas no passado – veio após o Secretário de Estado norte-americano Rex Tillerson dizer que Washington deverá aumentar a pressão para que a Coreia do Norte ponha um fim ao seu programa nuclear.

“Estamos analisando todo o status da Coréia do Norte, tanto em termos de patrocínio estatal do terrorismo como de outras formas pelas quais podemos exercer pressão sobre o regime em Pyongyang para que se volte a se empenhar conosco por meio de uma base diferente das conversações anteriores”, revelou Tillerson, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (19).

No mesmo dia, mas diretamente do porta-aviões nuclear USS Ronald Reagan no Japão, o vice-presidente norte-americano Mike Pence falou em uma reação “esmagadora e eficaz” em caso de qualquer ataque vindo da Coreia do Norte, dizendo ainda que “a espada está pronta”.

De sua parte, a Casa Branca determinou nesta semana a revisão do programa nuclear dos Estados Unidos para a apresentação de um relatório até dezembro ao presidente do país, Donald Trump. Já as forças militares norte-americanas participaram de novos exercícios ao lado das forças sul-coreanas, o que Pyongyang seguidamente diz significar “uma provocação”

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SPUTNIK BRASIL

Compesa reativa poços para abastecer Bodocó e Ipubi

Exibindo poço serrolandia5.jpg

Após trabalhos para reativar os poços tubulares mais profundos do estado começaram na última terça-feira, 18, com a retirada de 450 metros de tubulação de ferro que compõe a edutora do poço e de antigos equipamentos de bombeamento para serem substituídos por novos.

Foram investidos 150 mil reais para avaliar e colocar em funcionamento apenas um dos poços que possui vazão de 40 m³ de água e profundidade de mais de 900 metros, um dos mais profundos do estado. Segundo a empresa a região faz parte do importante polo gesseiro o que pode prejudicar a qualidade da água, por isso se busca água nos locais mais profundos para que possa fornecer dentro dos padrões para consumo humano. Os trabalhos no primeiro poço devem ser finalizados hoje e permitiram nas próximas semanas que mil famílias voltem a receber água em suas torneiras.

As comunidades beneficiadas serão: Né Camilo, Vila Francinete e Zé do Ouro, na área rural de Bodocó, além de Serrolândia, que fica em Ipubi. 

No próximo sábado, 22, os técnicos realizaram o diagnóstico do segundo poço com capacidade de 30 m³ por hora para ver que tipo de trabalho será feito para reativa-lo. O trabalho é complicado e segundo a Compesa se compara com as intervenções realizadas em poços de petróleo. Com apenas um dos poços funcionando o abastecimento será realizado em rodizio de 7 dias com água e 7 sem.

 Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS

Petrobras aumenta preço do diesel em 4,3% e o da gasolina em 2,2%

O Grupo Executivo de Mercado e Preços da Petrobras decidiu nesta quinta-feira aumentar o preço do diesel nas refinarias em 4,3 por cento e o da gasolina em 2,2 por cento, em média, a partir de sexta-feira.

O Grupo Executivo de Mercado e Preços da Petrobras decidiu nesta quinta-feira aumentar o preço do diesel nas refinarias em 4,3 por cento e o da gasolina em 2,2 por cento, em média, a partir de sexta-feira.

“A decisão é explicada principalmente pela elevação dos preços dos derivados nos mercados internacionais desde a última decisão de preço, que mais que compensou a valorização do real frente ao dólar…”, disse a estatal em nota.

Câmbio e preços internacionais do petróleo e derivados estão entre as principais variáveis avaliadas pela Petrobras para decidir sobre o tema.

“É preciso destacar ainda que o comportamento dos preços de derivados foi marcado por volatilidade nos mercados internacionais em resposta a evento geopolítico, como o ocorrido na Síria”, disse a empresa.

Segundo a Petrobras, a decisão também levou em conta ajustes na competitividade da empresa no mercado interno.

A Petrobras reafirmou também a sua política de revisão de preços pelo menos uma vez a cada 30 dias.

“Os novos preços continuam com uma margem positiva em relação à paridade internacional, conforme princípio da política anunciada, e estão alinhados com os objetivos do plano de negócios 2017/2021”, destacou a estatal.

Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras nas refinarias podem não se refletir no preço final ao consumidor, o que dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores, lembrou a empresa na nota.

Se o ajuste feito for todo repassado ao consumidor, o diesel pode subir 2,9 por cento, ou cerca de 0,09 real por litro, em média, e a gasolina, 1,2 por cento, ou 0,04 real por litro.

No final de março, a empresa havia decidido manter estáveis os valores do diesel e da gasolina.

Desde que a nova política foi posta em prática, em outubro de 2016, a Petrobras elevou os valores da gasolina em duas oportunidades, manteve os preços em outras duas e reduziu as cotações em quatro vezes.

No acumulado desde outubro, a gasolina teve queda acumulada nas refinarias de 3,3 por cento, segundo cálculos da Reuters. No caso do diesel, houve três altas, uma manutenção e quatro reduções, com queda desde outubro de cerca de 4,5 por cento.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO REUTERS BRASIL