TV Salgueiro

Publicidade

Neta pede ajuda pra encontrar a família de seu avô em Salgueiro

A jovem Feliciana Aparecida da Silva, moradora da cidade de Ipuã, no estado de São Paulo, entrou em contato com a nossa redação pelo nosso Facebook para pedir ajuda na localização da família de seu avô, Nelson Pedro da Silva, que se mudou para o estado de SP ainda muito novo no intuito de melhorar de vida, e por lá construiu uma família. Confira a história na íntegra:

Olá tudo bom? Me chamo Feliciana moro no estado de São Paulo na cidade de Ipuã. Estou a procura da família do meu avô, ele se chama Nelson Pedro da Silva, ele era morador de Salgueiro e veio pro estado de São Paulo mais ou menos com 15 anos de idade. Ficou por aqui um tempo, casou teve uma família. Voltou pra visitar a família dele aí de Salgueiro e depois não volto mais. Fazia mas de 30 anos que ele não via mas a família, porque perdeu o contato. Hoje ele é falecido, tem 1 ano e 11 meses que ele foi mora com Deus, então a gente tá a procura de reencontrar a família dele. Não temos endereço de onde a família dele morava, apenas sabemos que ele era de Salgueiro e que sua família também. A mãe dele se chamava Maria Otília, hj talvez ela não esteja mais viva, talvez, faz muito tempo. Então queria poder contar com ajuda de vocês para compartilhar foto do meu avô nas redes sociais de vocês, ou até mesmo essa mensagem que estou enviando.

Meu sonho é poder conhecer a família dele! Sempre foi o sonho dele e o meu também.

Nelson era filho de Atílio Pedro da Silva e de Maria Jesuína de Jesus. Quem tiver informações sobre a família de Nelson Pedro da Silva basta entrar em contato com sua neta, Feliciana, pelo Telefone e WhatsApp (016) 9 99956725 ou com a nossa redação pelo WhatsApp (87) 98874-4383.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS


 

Crato-CE: Filha não desiste e procura por pai desaparecido a dois anos

A jovem Cristina procurou nossa redação para que pudéssemos compartilhar a seguinte história: Cristina Sousa e sua família, todos da cidade de Crato não desistiram de procurar por Francisco de Assis de Oliveira, desaparecido desde o dia 11 de dezembro de 2016. Segundo Cristina, seu pai, Francisco, foi visto pela última vez na data já citada, quando saiu e nunca mais deu notícias nem voltou para casa.

A família mora na localidade conhecida como Palmeirinha dos Vilar que fica na Ponta da Serra. Quem tiver informações que ajude a encontrar Francisco, favor entrar em contato pelos números (88) 99270-2103, (88)  99786-1018, ou com a nossa redação, pelo WhatsApp, (87) 98874-4383.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS


 

Polícia Militar divulga mais detalhes de homicídio registrado ontem em Salgueiro

O 8° BPM divulgou na manhã desta quinta-feira, 12, um boletim de ocorrências contendo informações mais detalhadas do homicídio registrado ontem na localidade conhecida como Alto das Abelhas, em Salgueiro. Conforme as informações, Alaécio Angelim da Silva, 34 anos, conhecido por “Soró”, foi morto por dois homens em uma moto que estavam portando uma pistola calibre 380.

Ainda de acordo com a polícia, Alécio era um reeducando do regime semiaberto que estava usando tornozeleira eletrônica. Ele passava o dia fora e dormia no Presídio Regional de Salgueiro. Os familiares disseram que Soró já tinha sido condenado por tráfico de entorpecentes, mas estava cumprindo sua pena. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o crime.

DA REDAÇÃO DO BLOG ALVINHO PATRIOTA


 

Exemplo! Na Paraíba mulher pede desligamento do Bolsa Família após conseguir aposentadoria

“Como me serviu, espero também que sirva para outra pessoa”

A dona de casa, Francisca Clara da Silva, moradora da pequena cidade de Boa Ventura, localizada no Sertão Paraibano, mais precisamente no Vale do Piancó, protagonizou no último dia dois um fato que não costuma acontecer com frequência nas cidades do Brasil.

Segundo informações do jornalista paraibano Geverton Martins, D. Francisca se dirigiu voluntariamente até a sede da Secretaria Municipal de Assistência Social e solicitou o desligamento do Programa Federal Bolsa Família. “Graças a Deus consegui minha aposentadoria e agora estou passando o benefício para quem precisa dele, assim como eu necessitei por muito tempo. Como me serviu, espero também que sirva para outra pessoa”, afirmou a Boaventurense.

Ainda segundo Martins, essa não é a primeira vez que um caso como esse acontece na cidade. Em Julho de 2017 um caso semelhante também foi registrado no mesmo município.

A secretária municipal de Assistência Social, Maria das Graças, conhecida como “Nega”, afirmou que a decisão de se desligar do programa é única do beneficiário e que para efetuar tal medida basta se dirigir ao responsável pelo Cadastro Único na sua localidade e solicitar o desligamento do benefício.

Atitudes como a de Francisca Clara da Silva devem ser tomadas como exemplo por todos os brasileiros que já não necessitam mais do benefício ou recebem de forma irregular. Vale salientar que a corrupção além do setor político parte do próprio povo, e que só este pode começar a por um fim neste problema.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS     


 

STF marca para dia 17 julgamento de denúncia contra Aécio Neves

Brasília - Senador Aécio Neves retoma as atividades parlamentares no Senado (Wilson Dias/Agência Brasil)

O presidente da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Alexandre de Moraes, marcou para o dia 17 deste mês o julgamento sobre a recebimento da denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) em um dos inquéritos resultantes da delação do empresário Joesley Batista, da JBS.

O relator do caso é o ministro Marco Aurélio Mello, que integra a Segunda Turma junto com Moraes, Luiz Fux, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso.

Segundo a denúncia, apresentada há mais de 10 meses, Aécio solicitou a Joesley Batista, em conversa gravada pela Polícia Federal (PF), R$ 2 milhões em propina, em troca de sua atuação política. O senador foi acusado pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pelos crimes de corrupção passiva e tentativa de obstruir a Justiça.

Após contestações da defesa de Aécio, a denúncia foi reiterada no fim do mês passado pela atual procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para quem “o senador vilipendiou de forma decisiva o escopo de um mandato eletivo e não poupou esforços para, valendo-se do cargo público, atingir seus objetivos espúrios”.

Aécio Neves já negou diversas vezes qualquer irregularidade no pedido feito a Joesley Batista, alegando que a quantia dizia respeito a um empréstimo pessoal, sem nenhuma contrapartida em favor do empresário.

Também são alvos da mesma denúncia a irmã do senador, Andrea Neves, o primo dele, Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG) flagrado com dinheiro vivo. Todos foram acusados de corrupção passiva.

DA REDAÇÃO AGÊNCIA BRASIL


 

Tentativa de fuga termina em tiroteio e deixa 21 mortos em presídio do PA

Tentativa de fuga termina em tiroteio e deixa 21 mortos em presídio do PA

Uma tentativa de fuga em massa de presos do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará III (CRPP III), no Complexo Prisional de Santa Izabel, na região metropolitana de Belém, deixou 21 mortos na tarde desta terça-feira, 10. Uma das vítimas é um agente penitenciário. As outras são detentos e integrantes do grupo que tentou realizar o resgate dos presidiários.

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), a tentativa de fuga aconteceu por volta das 13 horas e contou com apoio de um grupo externo fortemente armado. Segundo informações preliminares, os presos também tinham armas dentro do presídio.  Durante a ação, foram utilizados explosivos contra um dos muros do solário do Pavilhão C. Nesse momento, houve uma intensa troca de tiros entre a equipe que efetuava a tentativa de resgate em apoio externo, parte dos custodiados e a equipe do Batalhão Penitenciário.

Às 18 horas, a Segup informou que a situação já estava controlada. Agentes penitenciários e policiais militares faziam a contagem de presos. Ainda não foi confirmada a fuga de nenhum detento.

Com a troca de tiros, foi confirmada a morte de um agente penitenciário, que tem a identidade preservada em sigilo até que a família seja oficialmente comunicada. Outros quatro agentes de segurança também ficaram feridos, sendo um em estado grave – ele está internado em um hospital na Grande Belém.

Até o momento, a secretaria confirmada a morte de outras 20 pessoas, entre presos e integrantes do grupo criminoso de resgate. Segundo a pasta, a identificação e contagem poderá identificar quantos eram custodiados do sistema penal e quantos pertenciam ao grupo criminoso que tentou realizar o resgate.

Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a unidade tem capacidade para 432 detentos, mas abriga 659. Já no complexo penitenciário, há cerca de 3.400 presos.

A Companhia de Operações Especiais da Polícia Militar do Pará deslocou efetivo tático para reforçar a segurança do complexo. Já a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) ainda não confirmou se houve fuga de presos na ação. Uma revista e recontagem de detentos é realizada na unidade prisional.

Buscas

A Segup informou ainda que, desde o início da tarde, foram iniciadas as buscas pelos criminosos que atuaram na tentativa de resgate em apoio externo. Também iniciaram as investigações para apurar os grupos que agiram no caso, assim como a entrada de armas na unidade, além de todas as circunstâncias das trocas de tiros durante a tentativa de resgate de presos.

O delegado Rodrigo Leão, diretor da Seccional de Santa Izabel do Pará, está com equipe policial acompanhando a situação, além de duas equipes da Divisão de Homicídios e uma da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

A polícia apreendeu no local dois fuzis, três pistolas e dois revólveres que estavam com o bando que tentou invadir o presídio.

DA REDAÇÃO ESTADÃO


 

Com Alckmin sem foro, Lava Jato pede envio de ação à 1ª instância

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, visita as obras do Monotrilho – 16/02/2018

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) pediu ao vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, que envie “com urgência” os autos das investigações contra o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) para a primeira instância. O argumento central do pedido do MPF é de que, como Alckmin não tem mais foro privilegiado, seu processo não deve permanecer mais no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A pressa para a mudança de foro se deve, segundo os procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato no estado, ao “andamento avançado de outras apurações correlatas sob nossa responsabilidade”. Na investigação, Alckmin é suspeito de receber doações ilícitas de campanha por meio de seu cunhado, Adhemar César Ribeiro.

O inquérito foi aberto a partir das delações premiadas dos ex-executivos da Odebrecht Benedicto Barbosa da Silva Júnior e Carlos Armando Guedes Paschoal e do ex-diretor da Camargo Corrêa Arnaldo de Souza e Silva. Alckmin renunciou ao governo de São Paulo na sexta-feira, 7, para disputar a Presidência da República pelo PSDB nas eleições de outubro. Em seu lugar, assumiu Márcio França (PSB).

O pedido para que os autos mudem de instância foi assinado pelos procuradores Adriana Scordamaglia, Ana Cristina Bandeira Lins, Anamaria Osório Silva, André Lopes Lasmar, Daniel de Resende Salgado, Guilherme Rocha Goppert, Janice Barreto Ascari, Luís Eduardo de Araújo, Lúcio Mauro Fleury Curado, Thaméa Danelon e Thiago Lacerda Nobre, que integram a força-tarefa paulista da operação.

DA REDAÇÃO VEJA.COM


 

EUA e Rússia entram em confronto na ONU por ataques com armas químicas na Síria

Resultado de imagem para eua e rússia entram em confronto na onu por ataques

A Rússia e os Estados Unidos entraram em conflito nesta terça-feira no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas por conta da Síria e bloquearam as tentativas um do outro de estabelecer investigações internacionais sobre ataques com armas químicas no país devastado pela guerra.

Os EUA e outras potências ocidentais estão considerando tomar ação militar devido a um possível ataque a gás venenoso no sábado em uma cidade síria tomada por rebeldes que há tempos têm resistido contra forças do presidente Bashar al-Assad.

A Rússia vetou uma resolução esboçada pelos EUA para criar uma nova investigação para determinar culpa por tais ataques. Os EUA e outros países então bloquearam duas tentativas russas de estabelecer uma investigação diferente que iria exigir que o Conselho de Segurança determinasse responsabilidade.

Moscou se opõe a qualquer ataque ocidental contra seu aliado Assad. O embaixador russo na ONU, Vassily Nebenzia, disse que a decisão de Washington de apresentar sua resolução pode ser um prelúdio de um ataque ocidental na Síria.

“Os Estados Unidos estão tentando novamente enganar a comunidade internacional e estão dando mais um passo em direção ao confronto”, disse Nebenzia ao Conselho de Segurança de 15 membros. “Está claro que a medida de provocação não tem nada a ver com o desejo de investigar o que aconteceu”.

Ao menos 60 pessoas foram mortas e mais de mil ficaram feridas no possível ataque com armas químicas no sábado na cidade de Douma, de acordo com um grupo sírio de socorro. Médicos e testemunhas disseram que vítimas apresentaram sintomas de envenenamento, possivelmente por um agente nervoso, e relataram o cheiro de gás cloro.

A embaixadora dos EUA na ONU, Nikki Haley, disse ao Conselho de Segurança que a adoção da resolução esboçada pelos EUA era o mínimo que os países poderiam fazer.

“A história irá registrar isto, neste dia, a Rússia escolheu proteger um monstro sobre as vidas do povo sírio”, disse Haley, se referindo a Assad.

Doze membros do conselho votaram a favor da resolução esboçada pelos EUA, enquanto a Bolívia se juntou à Rússia ao votar pelo não, e a China se absteve. Uma resolução precisa de nove votos a favor e nenhum veto de Rússia, China, França, Reino Unido ou EUA para ser aprovada.

A França e o Reino Unido discutiram com o governo Trump sobre como responder ao incidente. Ambos destacaram que o culpado pelo incidente ainda precisa ser confirmado.

 O incidente colocou o conflito de sete anos na Síria de volta ao fronte de preocupação internacional e deixou Washington e Moscou um contra o outro novamente.

Agravando a volátil situação na região, o Irã, outro importante aliado de Assad, ameaçou responder a um ataque aéreo contra uma base militar síria na segunda-feira pelo qual Teerã, Damasco e Moscou culparam Israel.

Na Síria, milhares de militantes e suas famílias chegaram em partes tomadas por rebeldes no noroeste do país após entregarem Douma a forças do governo.

A saída dos militantes restaurou o controle de Assad sobre Ghouta Oriental, anteriormente o maior bastião rebelde próximo a Damasco, e deu ao presidente sua maior vitória no campo de batalha desde 2016, quando ele retomou Aleppo.

CHEIRO DE GÁS

A Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq), sediada em Haia, informou que a Síria havia sido solicitada a fazer arranjos necessários para o envio de uma equipe de investigação.

“Esta equipe está se preparando para ir à Síria em breve”, informou em comunicado.

A missão terá como objetivo determinar se munições proibidas foram usadas, mas não irá atribuir culpa. Médicos e testemunhas disseram que vítimas possuíam sintomas de envenenamento, possivelmente por um agente nervoso, e relataram o cheiro de gás cloro.

O governo Assad e a Rússia pediram para a Opaq investigar as acusações de uso de armas químicas em Douma, uma ação aparentemente com objetivo de evitar qualquer ação liderada pelos EUA.

“A Síria está disposta a cooperar com a Opaq para descobrir a verdade por trás das acusações que algumas partes ocidentais têm feito para justificar suas intenções agressivas”, informou a agência de notícias estatal síria, Sana.

DA REDAÇÃO REUTERS BRASIL


 

Bandidos mascarados arrombam loja de eletros em Salgueiro

Na madrugada de sábado (7), um estabelecimento comercial do ramo de eletros localizado na cidade de Salgueiro foi arrombado e teve vários produtos roubados por quatro indivíduos, estes que estavam mascarados. A loja é lotada na Avenida Coronel Romão Sampaio, bairro Centro, e por volta das 1h22 foi local da ação criminosa.

Segundo divulgado, os criminosos conseguiram fugir do local levando oito tablets, 62 relógios e um notebook. Foi aberto um inquérito na Delegacia de Polícia Civil local para investigação do caso, que com a ajuda de imagens das câmeras de segurança buscam identificar, localizar e prender os acusados. Um trabalho que está sendo dificultado pelo uso de mascaras por parte dos bandidos.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS


 

 

O que permite que mesmo preso Lula seja o candidato do PT

Lula cumpre pena por corrupção e lavagem de dinheiro.

Preso desde sábado na Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue candidato do PT à Presidência da República.

Em seu discurso no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC antes de se entregar, ele pediu a força do povo para ajudar que ele continue na disputa. “Não sou mais um ser humano, sou uma ideia. Vou cumprir o mandado de prisão e vocês terão que se transformar em mim”, disse.

Em janeiro, após a confirmação da condenação pelo TRF-4 que o tornou inelegível pela Lei da Ficha Limpa, Lula também afirmou que se ele fosse preso a candidatura dele ia depender das ruas.

Essa garantia dele de que será candidato mesmo preso vem de uma interpretação da regra eleitoral.

Ficha suja

É certo que a candidatura de uma pessoa condenada em 2ª instância por certos crimes, incluindo corrupção e lavagem de dinheiro, é barrada pela Lei da Ficha Limpa.

Ainda assim, o nome do ex-presidente poderá ser registrado em agosto. O artigo 16-A, que regula as eleições, diz que se o político pode se candidatar caso esteja recorrendo na Justiça da decisão que lhe negou o registro.

Isso permite que o ex-presidente faça campanha em propaganda eleitoral de rádio e TV e tenha seu nome na urna eletrônica. A validade dos votos que ele receber fica dependente de instância superior.

Pode acontecer de até 20 dias antes das eleições o ex-presidente desistir e indicar outra pessoa para concorrer. Neste caso, o nome dele ainda estará nas urnas. O eleitor pode, então, “votar no Lula”, mas o voto ir para o substituto.

Ao HuffPost Brasil, o ex-juiz Márlon Reis, fundador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e um dos idealizadores da Ficha Limpa, explica que não se trata de uma brecha ou uma falha da lei, mas de uma opção do legislador para garantir a observância desses 2 aspectos do mesmo problema.

“Existia a necessidade de enrijecer as inelegibilidade, mas sem esquecer dos mecanismos de proteção do condenado contra eventual injustiça. O simples fato de pedir a liminar, por outro lado, não assegura a sua obtenção. A Justiça vai precisar se debruçar sob o recurso e verificar se existe uma plausibilidade na possibilidade de sucesso. Se considerar que existe alguma probabilidade, aí que concede a liminar, mas o Judiciário não está obrigado a fazê-lo”, afirma.

Outra opção é Lula ser impedido de ser candidato, após recorrer a todas as instâncias superiores, e o ex-presidente ser impedido de ser diplomado. Nesse caso, assume o comando do País o segundo colocado nas eleições.

DA REDAÇÃO HUFFPOST BRASIL