TV Salgueiro

Publicidade

Prefeitura de Salgueiro inaugura praça no Distrito de Umãs

Na noite do último dia 20, a prefeitura de Salgueiro na pessoa do prefeito, Clebel Cordeiro (PMDB), entregou aos moradores do Distrito de Umãs a Praça São Sebastião. Na ocasião, além do eleito, centenas de pessoas estiveram presentes junto ao vice-prefeito, Dr. Chico Sampaio, lideranças locais e secretários.

A Praça São Sebastião, na sua estrutura conta com árvores, bancos, pintura e iluminação dando assim um novo ar para o povoado e uma opção de lazer para as famílias e uma área de convivência para os moradores.  A praça foi entregue durante os festejos tradicionais de São Sebastião do distrito, que acontecem entre os dias 10 e 20 de Janeiro.

“É com muita felicidade que entregamos esta unidade que é fruto de um trabalho de equipe. Essa inauguração demonstra o compromisso da nossa gestão com a comunidade. É uma alegria estar aqui com vocês e um momento histórico para este distrito tão querido pela nossa administração e pela nossa cidade. Essa é a realização de um sonho para os moradores de Umãs. Peço para que cuidem da praça, ela pertence a vocês”, concluiu o prefeito.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS


 

Mulher perde guarda de dois filhos em Salgueiro por maus tratos e fornecimento de bebida a menores

Uma mulher de 30 anos perdeu a guarda de dois filhos nesse domingo (21), no bairro Cohab, em Salgueiro, depois de ser acusada de maus tratos e fornecimento de bebida alcoólica a menores. Ela estava acompanhada de dois homens, um servente de 21 e um feirante de 22 anos, no momento em que a Polícia Militar chegou à residência para averiguar uma denúncia de aliciamento de menores. Segundo a polícia, os homens estavam molhados, de roupas íntimas e com visíveis sinais de embriaguez.

O Conselho Tutelar foi chamado para acompanhar a ocorrência e a condução dos envolvidos para a Delegacia de Polícia Civil. Um adolescente de 15 anos disse que havia tomado uma “latinha de cachaça”, confirmando a denúncia. Este e outro de 17 anos foram entregues às mães. Já a filha da acusada, de apenas 11 anos, e um bebê de seis meses ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar, que repassou aos avós maternos, residentes em Cachoeirinha.

Os dois homens e a mulher foram autuados em flagrante por maus e por fornecimento de bebidas alcoólicas a menores.

Da redação do Blog Alvinho Patriota


 

Pipeiros fazem protesto em Petrolina por pagamento de salários atrasados e reajuste

Na manhã desta quinta-feira (18) aconteceu um protesto de pipeiros de diversos municípios do Sertão de Pernambuco e da Bahia, em frente ao 72° Batalhão de Infantaria Motorizado (72° BIMtz), em Petrolina. O grupo interditou uma avenida em reivindicação ao pagamento de salários atrasados, além de cobrarem reajuste nos contratos, o que não é feito há oito anos.

Os pipeiros disseram que o acordo firmado com o Exército prevê trabalho de 90 dias para receber o pagamento, mas alguns estão com salários atrasados desde julho de 2016, sem previsão de recebimento.

Os trabalhadores também reclamam do GPS, que registra a quilometragem percorrida até as comunidades atendidas. Segundo os profissionais, o aparelho apresenta muitos problemas e atrapalha o trabalho.

DA REDAÇÃO – Blog Alvinho Patriota


 

Espaço do Leitor: Até quando não vamos dispor de um Hospital Veterinário?

A nossa redação recebeu no último dia (10), quarta-feira, a mensagem da leitora Marcia Ferreira Alves, indagando sobre a necessidade de um Hospital Veterinário na cidade de Salgueiro. Confira abaixo a mensagem:
Olá Bom dia! Quando Salgueiro irá ter, como nossa vizinha Serra Talhada, um hospital Veterinário? Para que os animais de rua parem de procriar aos montes na cidade? Porque isso é caso de saúde pública A cidade de salgueiro está cheia de animais maltrapilhos negligenciados pela prefeitura É triste andar no centro e nas ruas e ver essa tristeza. Estamos no aguardo de políticas públicas para animais de rua!
Não é de hoje que se reclama do quantitativo de animais soltos pelas ruas da cidade. Além deste, outros blogs já publicou várias matérias sobre o assunto alertando as autoridades. Diante das cobranças a prefeitura implantou projetos para tentar sanar o problema porém é notável a persistência do mesmo.  A população faz o caos e infelizmente é dever do poder público concertar as coisas. A falta de responsabilidade dos proprietários de animais domésticos acaba colocando em risco terceiros, que podem estar sujeitos a ataques e transmissão de doenças dos animais abandonados.

Opinião de quem está por dentro

Pedimos ajuda ao acadêmico em Medicina Veterinária pela UFCG, Deivyson Barros, e o mesmo nos mandou o texto a seguir:
Os animais assim como os seres humanos são seres sencientes. O conceito dessa palavra se refere a capacidade dos seres em sentir sensações e sentimentos de forma consciente. Assim como os seres humanos, os animais também adoecem, mas a diferença é que em muitas das vezes aquele estado de saúde do animal é negligenciado pelos animais pensantes.

Mal sabe a população que a saúde do animal que está sob sua custódia é de sua total responsabilidade, portanto o tutor do animal deve dar as mínimas condições possíveis para que o animal esteja livre de dor, desconforto, sofrimento, doenças e entre outras coisas as quais não desejamos submeter um filho nosso.

Porém, diante dessas informações, uma pessoa curiosa faria o questionamento: e os animais de rua, é dever de quem cuidar?
Bem, é fácil! Os animais de rua são de responsabilidade dos órgãos públicos. Pois bem, cada cidade tem por obrigação ter um centro de apoio para esses animais. Essa informação é tão omitida que uma parcela da população não entendem a função de um Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) ou de um Hospital Veterinário (HV).

Como foi mencionado no início do texto, os animais também adoecem, entre as doenças existem as zoonoses. O conceito dessa palavra é simples: Zoonoses são doenças de animais que acometem a saúde de humanos. Entre essas doenças temos a Raiva, Calazar (Leishmaniose), Leptospiroses, Chagas, Dengue e entre outras. Ou seja, repetindo mais uma vez, é do poder público a responsabilidade de prevenir e controlar essas e outras doenças da população humana e animal.

A cidade de Serra Talhada localizada no sertão do Pajeú já deu um largo passo a nossa frente e inaugurou recentemente o primeiro Hospital Veterinário totalmente público do estado de Pernambuco. Uma obra dessas é para deixar a população das cidades circunvizinhas com inveja sim!

Nas ruas de Salgueiro, um bom curioso não precisa de muito tempo para verificar que nossas ruas são tomadas de animais, muitos destes apresentam sinais visíveis de saúde debilitada. É vergonhoso, mas nossa cidade possui poucas ou nenhuma política para controle desses animais de Rua.

Uma conquista atual do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) para a população datada de 2011, foi a inclusão do profissional Médico Veterinário no Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF). Dessa forma o Médico Veterinário irá atuar junto a outros profissionais da saúde para realizar serviços de visitas domiciliares, possibilitando diagnóstico de risco e promovendo educação em saúde para a população.

Contudo vale salientar que a saúde e bem estar animal é de grande importância para a saúde pública, a qual é dever e obrigação do estado cumprir os requisitos básicos para manter. As medidas são simples, basta pressão popular, interesse dos órgãos públicos em combater o descaso dos animais de rua e por fim, basta a população saber que os animais assim com as pessoas tem seus direitos, merecem cuidados e o respeito devido.

Aguardamos agora respostas do poder público municipal para que seja esclarecido a leitora e a população o porquê da cidade de Salgueiro, uma das mais importantes do Sertão Central, não ter a disponibilidade de um Hospital Veterinário Público.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS


Após meses de insultos, Trump se diz aberto a negociar com a Coreia do Norte

O presidente norte-americano, Donald Trump, hoje no Conselho de Ministros celebrado na Casa Branca.

Tudo é frágil. Os falcões militares e o presidente norte-americano mantêm seu objetivo intacto: a Coreia do Norte deve abandonar o programa nuclear e balístico. Para alcançar essa meta, estão dispostos a continuar fechando o cerco e, caso se sintam ameaçados, Trump chegou a afirmar que não hesitaria em destruir seu inimigo. Pyongyang tem se mostrado firme em todos os momentos. Apesar das sanções e condenações internacionais, declarou ser um Estado nuclear no início do ano e recordou que “todo o território dos EUA está ao alcance” de sua bomba atômica.

Nesse contexto, a tensão parecia destinada a uma nova escalada, mas o regime norte-coreano buscou uma válvula de escape e se ofereceu para sentar e negociar com o Sul. O sinal de abertura foi rapidamente aceitou pelo vizinho. E as conversas começaram a dar resultado. Na primeira jornada realizada esta semana, Pyongyang anunciou que, em fevereiro, participaria dos Jogos Olímpicos de Inverno no Sul. Também se mostrou disposta a abrir um diálogo militar para “resolver as tensões atuais” entre ambos os países.

Visto no microscópio, esse movimento representa, mais do que um grande avanço, um respiro numa área saturada pela ameaça nuclear. Os sul-coreanos terão assegurada uma Olimpíada sem sobressaltos; já os vizinhos do Norte alteram uma dinâmica que os havia levado ao mais absoluto isolamento. Mas o grande problema, o armamento norte-coreano, fica sem resolver. A abertura de uma negociação direta entre Pyongyang e Washington parece, segundo alguns especialistas, a única via para solucionar a questão.

É um caminho que Washington nunca rejeitou. A expressão mais clara disso veio em dezembro através do secretário de Estado, Rex Tillerson. Apenas duas semanas depois do maior teste balístico norte-coreano, o chefe da diplomacia dos EUA ofereceu “um diálogo direto e sem condições prévias”. A proposta era excepcional. Abandonava a tradicional exigência de que a Coreia do Norte abrisse mão do arsenal nuclear e só pedia um “período de calma” para iniciar o diálogo.

“Não é realista dizer que eles só podem conversar se vierem à mesa prontos para prescindir de seu programa. Investiram muito nele […]. Estamos dispostos a falar com a Coreia do Norte no momento que desejarem. Encontremos e falemos sobre o tempo, se for necessário, ou sobre se a mesa deve ser redonda ou quadrada, e depois comecemos a elaborar um mapa”, disse Tillerson numa conferência no think tank Atlantic Council.

Mas o diálogo, como é habitual no Governo Trump, logo ficou em segundo plano. Além do desdém manifestado pela Casa Branca, que se apressou em dizer que aquele não era o momento para conversas, vieram os longos discursos do Líder Supremo, Kim Jong-um, e os tuítes de Trump. O cenário de distensão se transformou em outro, de conflito. “Kim Jong-un disse que o botão nuclear está em sua mesa o tempo todo. Alguém pode dizer a esse regime depauperado e faminto que eu também tenho um botão, mas que o meu é muito maior e mais poderoso que o dele, e que funciona?”, disse o presidente no Twitter.

Passada a turbulência, e ante o bom começo de negociações entre as duas Coreias, Washington retomou a proposta do diálogo. Qualquer passo, segundo os especialistas, deve ser acompanhado por uma interrupção dos testes nucleares e balísticos, bem como de algum indicador de que há disposição para o diálogo. A Coreia do Norte ainda não respondeu. A bola, desta vez, está em seu campo.

Moon atribui o “mérito” a Trump

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, respaldou ontem Donald Trump. Numa declaração destinada a satisfazer o ego do mandatário norte-americano, Moon ressaltou que grande parte do mérito pelas conversas entre Seul e Pyongyang cabe ao republicano.

Para a Casa Branca, o diálogo entre as duas nações é fruto da política de pressões e sanções implementada pelo presidente logo após assumir. Um cerco hoje integrado pela China e que tem cortado as fontes de recursos da Coreia do Norte até deixá-la à beira da asfixia.

DA REDAÇÃO EL PAÍS


 

Acidente que matou Teori não foi provocado, informa PF a Cármen

Falha humana é a principal linha de investigação sobre morte de ministro do STF

A Polícia Federal (PF) levou à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, os principais resultados da investigação sobre a queda de um avião em Paraty (RJ) que resultou na morte do ministro do STF Teori Zavascki, que era relator dos inquéritos da Lava-Jato relacionados a autoridades com foro privilegiado. Neste atual estágio das investigações, que caminham para um fim, a PF descarta que o acidente tenha sido provocado; não encontrou indícios de sabotagem; e tem a falha humana como linha principal para explicar a tragédia, conforme o relato levado à presidente do STF.

Os resultados da apuração foram levados a Cármen Lúcia pelo diretor-geral da PF, Fernando Segóvia, e pelo delegado que conduz as investigações, Rubens Maleiner. A morte de Teori completa um ano na próxima semana, no dia 19 de janeiro. O ministro estava num avião de pequeno porte, com capacidade para oito pessoas, que decolou do Campo de Marte, em São Paulo, e caiu no mar de Paraty, a dois quilômetros da cabeceira da pista. Cinco pessoas estavam no avião e morreram no acidente.

— A investigação ainda está em curso, mas num estágio bastante avançado. Sobre a possibilidade de um ato intencional, nenhum elemento foi encontrado neste sentido. Pelo contrário, o desfecho é de que não foi intencional — afirmou aos jornalistas o delegado Maleiner, após a reunião com a presidente do STF.

O delegado lembrou que a investigação da PF foi aberta para identificar eventuais responsáveis pelo acidente que matou Teori e que corre em paralelo à investigação do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos (Cenipa), da Aeronáutica. O Cenipa investiga com a finalidade de prevenção de novos acidentes.

— Ainda dependemos de perícias para fechar as posições mais efetivas. São analisados conjuntos de fatores, como as condições meteorológicas e o trajeto adotado pela aeronave. A linha principal da investigação é falha humana — disse o delegado responsável.

DA REDAÇÃO AGÊNCIA O GLOBO


 

Prefeitura de Salgueiro divulga diretrizes para matricula 2018 na rede municipal

A prefeitura municipal da cidade de Salgueiro divulgou ontem (09) as diretrizes para a matrícula 2018. Vale ressaltar que os pais ou responsáveis devem estar atentos para garantir a vaga do seu filho. As matriculas foram abertas no dia 20 de novembro e ainda continuam abertas com 500 vagas disponíveis.

Segundo informações da Secretaria de Educação do município o sistema público local tem capacidade para oito mil e quinhentos alunos, dentre as modalidades ensino infantil, fundamental 1 e 2, além da educação de jovens e adultos, divididos em 25 unidades educacionais.

Os documentos necessários para realizar a matrícula, são:

  • Cópias dos documentos pessoais dos responsáveis e do aluno
  • Foto 3×4
  • Cartão do SUS do aluno
  • Grupo sanguíneo do aluno
  • Comprovante de residência

O prefeito cidade  enfatizou que a qualidade do ensino oferecido no município é de boa qualidade. “Estou totalmente satisfeito com o avanço escolar das crianças, e mais satisfeito ainda por ver a responsabilidade dos educadores para com os alunos. Nossos estudantes são diamantes que temos lapidado diariamente em sala de aula. O estímulo é diário e a família é envolvida neste processo. Desta forma, cabe aos pais e aos estudantes valorizarem a educação da instituição, desfrutarem do ensino municipal que é oferecido e avançar na formação escolar fazendo uso dele”, encerrou.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS


 

Salgueiro-PE: Cidade vai ganhar Unidade Regional de Polícia Científica

O prefeito da cidade de Salgueiro, Clebel Cordeiro (PMDB), se reuniu na última segunda-feira (08), com o diretor do IML de Petrolina, Dr. Álvaro Miranda, a intenção foi levantar demandas para a implantação da Unidade Regional de Polícia Científica do Sertão Central, composta pelo Instituto de Identificação, Instituto de Medicina Legal e Instituto de Criminalística.

Foram ainda discutidos os serviços que serão prestados a sociedade na unidade do Instituto de Medicina Legal (IML), que serão perícia sexológica e traumatológica.  Ao todo serão 35 policiais lotados na unidade e atendendo em período integral de 24h. O serviço também vai apoiar as ocorrências relacionadas à violência contra mulheres e crianças, além de agilizar o atendimento da audiência de custódia.

Segundo o que nos foi passado, no IC os serviços serão ampliados (além das perícias de local do crime). Serão feitas perícia em drogas, identificações de amostras biológicas, identificação de veículos, bem como papiloscopia, informática e exames de balística. No IITB será viabilizada a identificação civil e criminal, e as mesmas serão confeccionadas no próprio município.

O prefeito, Clebel, destacou a importância da instalação do IML na cidade de Salgueiro e enfatizou que será um grande ganho para toda a população da região. “Essa é mais uma das conquistas que estamos trazendo para o município. Com a implantação do IML em nossa cidade, os exames periciais serão realizados com mais agilidade, dando assim, mais dignidade as famílias”, concluiu.

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS

 

Lula não pode ter prisão decretada imediatamente caso seja condenado em 2ª instância

Caso tenha sua condenação mantida no próximo dia 24 durante o julgamento no Tribunal Regional Federal (TRF-4), em Porto Alegre, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não terá sua prisão decretada imediatamente. Em nota divulgada nesta segunda-feira pela assessoria de imprensa, o tribunal informa que a prisão só ocorrerá após julgamento de todos os recursos em segunda instância.

Os recursos possíveis são os embargos de declaração, utilizados pela parte como um pedido de esclarecimento de dúvidas em relação à decisão e analisada pelos próprios julgadores; e os embargos infringentes, quando não há unanimidade na decisão e prevalece um voto majoritário mais duro contra o réu. Os embargos infringentes são julgados pela 4ª seção do TRF-4, especializada em Direito Penal, e presidida pelo vice-presidente da corte.

A certeza, antecipada pelo próprio tribunal, de que não será expedida uma ordem de prisão contra Lula mesmo que a condenação seja mantida pode contribuir para esfriar os ânimos em torno do julgamento. O PT e movimentos sociais de apoio a Lula preparam manifestações a favor do ex-presidente, e também poderá haver atos contrários ao petista.

O julgamento do recurso contra a condenação em 1ª instância feito pela defesa de Lula e de outros seis réus começará às 8h30 do dia 24. Além de Lula, condenado pelo juiz Sergio Moro a nove anos e seis meses, recorreram contra a sentença o ex-presidente da OASD, Leo Pinheiro, condenado a dez anos e oito meses, o ex-diretor da área internacional da OAS, Agenor Franklin Magalhães Medeiros, condenado a seis anos, e o ex-presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, absolvido em primeira instância, mas requer troca de fundamentos da sentença.

De acordo com o jurista Roberto Dias, da Fundação Getúlio Vargas, a eventual expedição de um mandado de prisão para o cumprimento de pena só é possível após o julgamento de todos os recursos possíveis na segunda instância. Dias lembrou ainda que, além dos dois tipos de recursos possíveis à defesa do ex-presidente, os embargos de declaração e os embargos infringentes, é possível que a defesa peça que os desembargadores revejam as decisões desses próprios recursos.

Fonte: O Globo

Ex e atual: Prefeitos de Salgueiro trocam farpas

O clima na política de Salgueiro esquentou nesse dia (04), após o médico e ex-prefeito da cidade, Marcones Libório (PSB), avaliar o primeiro ano de governo do atual prefeito, o empresário,  Clebel Cordeiro (PMDB), como “2017 o ano que deixou Salgueiro com saudade do futuro“, e de retrocesso. Marcones foi vice por oito anos e  governou por mais oito anos a cidade do sertão central.

O ex-prefeito criticou a gestão como um todo e citou que faltam remédios nos postos de saúde, que o transporte escolar é precário e que o ano terminou sem nenhuma entrega de obras, além de que árias promessas não fora cumpridas.

O atual prefeito, Clebel, através da sua assessoria de comunicação emitiu uma nota respondendo as críticas do agora opositor, Marcones. O empresário afirmou que assumiu a prefeitura em um momento difícil e que dentre outros fatores o órgão municipal estava listado no CAUC, uma espécie de “Serasa da Prefeituras” e tinha débitos de mais de meio milhão de reais com a CELPE.

Além de ter movimentado esses dois personagens da política salgueirense, a notícia movimentou as redes sociais onde cada partidário defendia o seu líder.

Abaixo você poderá conferir na íntegra e por ordem de emissão, as palavras Ex-prefeito, Marcones Libório, e em seguida, do atual prefeito, Clebel Cordeiro.

Marcones Libório: 2017 o ano que deixou Salgueiro com saudade do futuro

Concluído um ano da atual gestão, Salgueiro depara-se com o sentimento generalizado de estagnação.  Ao período anterior de avanços sociais e econômicos seguiram-se estes 12 meses de improvisos administrativos, promessas eleitorais não cumpridas, entre elas a geração de emprego, e, mais grave que isso, o retrocesso dos serviços básicos e essenciais prestados à população.

Faltam medicamentos nas Unidades Básicas de Saúde – UBSs e no CAPS e sobra precariedade no atendimento dos postos de saúde devido as péssimas condições de trabalho para os profissionais, do esparadrapo à luva do dentista e, além do aumento da espera por exames especializados, categorias de servidores municipais foram penalizadas como os agentes comunitários de saúde que ficaram de fora do reajuste salarial anual.

Passados 12 meses, não foi colocada em funcionamento a UPA 24h, construída na gestão anterior, as obras das 3 creches iniciadas no meu governo e deixadas a ponto de laje foram abandonadas pela atual gestão, chegando ao final do ano sem obras para inaugurar.

Na educação, a merenda e o transporte escolar foram precários e inadequados,denunciados pelos próprios estudantes por não atenderem com a qualidade de antes as suas necessidades e, para ampliar o desastre educacional, os jovens foram vítimas do fim do programa Jovem Aprendiz que, até 2016, gerava oportunidades do primeiro emprego.

Espaços de lazer e socialização para crianças, jovens e idosos, e cartões-postais da nossa cidade, as praças estão mal cuidadas e mal iluminadas, a exemploda Praça CEUs deteriorada e abandonada.

Um ano marcado pela falta de manutenção nas estradas rurais, em péssimas condições para os moradores que precisam se locomover até a área urbana. Aliás, o trânsito da cidade também não recebeu nenhum projeto de melhoria e, para piorar, nos festejos de fim de ano, período em que a cidade tem um considerável aumento no tráfego de veículos, o centro foi interditado, provocando transtorno aos motoristas e motociclistas.

Para manter imensuráveis os resultados catastróficos desses 12 meses, a administração, também, ficou devendo no quesito transparência e,sem maiores explicações, aumentou o IPTU e a taxa de iluminação pública.

É fato, e merece ser citado, que as trocas de secretários, mudanças na equipe e as muitas decisões equivocadas causaram prejuízo à prefeitura ou à qualidade dos serviços públicos.

Essas, entre tantas outras, questões deixaram o prefeito Clebel Cordeiro em situação desconfortável coma população que lhe depositou confiança e, especialmente, os salgueirenses com saudade da casa em ordem e do sentimento de que Salgueiro poderia ir mais longe.

Marcones Libório de Sá | médico e ex-prefeito de Salgueiro-PE


Clebel Cordeiro, através da ASCOM:  COM OLHAR E AS MÃOS NO FUTURO

 

Nos últimos dias o ex-prefeito Marcones Libório, sentindo falta dos holofotes, devido ao tamanho do seu ostracismo, reaparece como de costume, com críticas típicas de um gestor que ainda não se deu conta que as pessoas não aceitam mais oposição por oposição.

O primeiro ano de Gestão Clebel Cordeiro foi de inúmeros desafios e superação. Encontramos um município no CAUC (Serasa das prefeituras); o aterro sanitário funcionando sem licença ambiental e operando como lixão a céu aberto a mais de 05 anos; as 03 obras das creches paralisadas por simples falta de informações no sistema de gerenciamento do Ministério da Educação e com necessidade de ajustes; uma UPA 24H que foi inaugurada fora dos padrões da vigilância sanitária estadual; um débito de mais de meio milhão com a CELPE; mais de mil terços de férias dos servidores municipais atrasados; o Conjunto Habitacional Santo Antônio do Minha Casa, Minha Vida sem ser entregue e para fechar o ano com chave de ouro, recebemos o parecer do Tribunal de Contas do Estado nº 28689/2016 que identificou uma série de irregularidades na gestão tributária do município como falta de estrutura de funcionamento, falta de pessoal qualificado e treinado, falhas na arrecadação do IPTU, ausência de contratos na administração municipal, entre inúmeros outros casos.

Assim, apesar desse cenário o ano foi de muito esforço para corresponder aos anseios do povo de Salgueiro. Em 2018 estaremos dando continuidade a um volume de investimentos que ultrapassa o valor de R$ 15.000.000,00 (quinze milhões de reais), entre obras e ações nas mais variadas áreas, frutos de emendas parlamentares e projetos de convênios com os governos estadual e federal.

Iniciamos o ano de 2018 informando ao povo de Salgueiro que depois de vários meses de trabalho reconquistamos a licença ambiental do aterro sanitário o que viabilizará o recebimento de quase um milhão de reais por ano de ICMS socioambiental possibilitando a realização de muitas obras, estaremos realizando todo o geoprocessamento da cidade que facilitará a gestão urbanística e trará uma grande modernização para a nossa gestão e para as gestões futuras, estaremos realizando concurso para vários cargos, entre os quais Auditores Fiscais e Professores; Tivemos, também, consultas médicas na atenção básica, totalizando: 79.768; temos feito esforços para ajudar na entrega das unidades habitacionais do Conjunto Santo Antônio e também teremos em 2018 a implantação do Campus da UNIVASF que foi um dos grandes compromissos e fruto do nosso esforço, Salgueiro realiza seu sonho de ter o campus de uma universidade federal.

Apesar da busca louca dos símbolos do passado tentarem fazer-nos olhar para trás, todas as nossas forças e energia tem o olhar no horizonte, no futuro porque esse é o sonho de Salgueiro, porque esse é o sonho de todos nós.

Um grande 2018.

Assessoria de Comunicação


 

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS