Ex e atual: Prefeitos de Salgueiro trocam farpas

O clima na política de Salgueiro esquentou nesse dia (04), após o médico e ex-prefeito da cidade, Marcones Libório (PSB), avaliar o primeiro ano de governo do atual prefeito, o empresário,  Clebel Cordeiro (PMDB), como “2017 o ano que deixou Salgueiro com saudade do futuro“, e de retrocesso. Marcones foi vice por oito anos e  governou por mais oito anos a cidade do sertão central.

O ex-prefeito criticou a gestão como um todo e citou que faltam remédios nos postos de saúde, que o transporte escolar é precário e que o ano terminou sem nenhuma entrega de obras, além de que árias promessas não fora cumpridas.

O atual prefeito, Clebel, através da sua assessoria de comunicação emitiu uma nota respondendo as críticas do agora opositor, Marcones. O empresário afirmou que assumiu a prefeitura em um momento difícil e que dentre outros fatores o órgão municipal estava listado no CAUC, uma espécie de “Serasa da Prefeituras” e tinha débitos de mais de meio milhão de reais com a CELPE.

Além de ter movimentado esses dois personagens da política salgueirense, a notícia movimentou as redes sociais onde cada partidário defendia o seu líder.

Abaixo você poderá conferir na íntegra e por ordem de emissão, as palavras Ex-prefeito, Marcones Libório, e em seguida, do atual prefeito, Clebel Cordeiro.

Marcones Libório: 2017 o ano que deixou Salgueiro com saudade do futuro

Concluído um ano da atual gestão, Salgueiro depara-se com o sentimento generalizado de estagnação.  Ao período anterior de avanços sociais e econômicos seguiram-se estes 12 meses de improvisos administrativos, promessas eleitorais não cumpridas, entre elas a geração de emprego, e, mais grave que isso, o retrocesso dos serviços básicos e essenciais prestados à população.

Faltam medicamentos nas Unidades Básicas de Saúde – UBSs e no CAPS e sobra precariedade no atendimento dos postos de saúde devido as péssimas condições de trabalho para os profissionais, do esparadrapo à luva do dentista e, além do aumento da espera por exames especializados, categorias de servidores municipais foram penalizadas como os agentes comunitários de saúde que ficaram de fora do reajuste salarial anual.

Passados 12 meses, não foi colocada em funcionamento a UPA 24h, construída na gestão anterior, as obras das 3 creches iniciadas no meu governo e deixadas a ponto de laje foram abandonadas pela atual gestão, chegando ao final do ano sem obras para inaugurar.

Na educação, a merenda e o transporte escolar foram precários e inadequados,denunciados pelos próprios estudantes por não atenderem com a qualidade de antes as suas necessidades e, para ampliar o desastre educacional, os jovens foram vítimas do fim do programa Jovem Aprendiz que, até 2016, gerava oportunidades do primeiro emprego.

Espaços de lazer e socialização para crianças, jovens e idosos, e cartões-postais da nossa cidade, as praças estão mal cuidadas e mal iluminadas, a exemploda Praça CEUs deteriorada e abandonada.

Um ano marcado pela falta de manutenção nas estradas rurais, em péssimas condições para os moradores que precisam se locomover até a área urbana. Aliás, o trânsito da cidade também não recebeu nenhum projeto de melhoria e, para piorar, nos festejos de fim de ano, período em que a cidade tem um considerável aumento no tráfego de veículos, o centro foi interditado, provocando transtorno aos motoristas e motociclistas.

Para manter imensuráveis os resultados catastróficos desses 12 meses, a administração, também, ficou devendo no quesito transparência e,sem maiores explicações, aumentou o IPTU e a taxa de iluminação pública.

É fato, e merece ser citado, que as trocas de secretários, mudanças na equipe e as muitas decisões equivocadas causaram prejuízo à prefeitura ou à qualidade dos serviços públicos.

Essas, entre tantas outras, questões deixaram o prefeito Clebel Cordeiro em situação desconfortável coma população que lhe depositou confiança e, especialmente, os salgueirenses com saudade da casa em ordem e do sentimento de que Salgueiro poderia ir mais longe.

Marcones Libório de Sá | médico e ex-prefeito de Salgueiro-PE


Clebel Cordeiro, através da ASCOM:  COM OLHAR E AS MÃOS NO FUTURO

 

Nos últimos dias o ex-prefeito Marcones Libório, sentindo falta dos holofotes, devido ao tamanho do seu ostracismo, reaparece como de costume, com críticas típicas de um gestor que ainda não se deu conta que as pessoas não aceitam mais oposição por oposição.

O primeiro ano de Gestão Clebel Cordeiro foi de inúmeros desafios e superação. Encontramos um município no CAUC (Serasa das prefeituras); o aterro sanitário funcionando sem licença ambiental e operando como lixão a céu aberto a mais de 05 anos; as 03 obras das creches paralisadas por simples falta de informações no sistema de gerenciamento do Ministério da Educação e com necessidade de ajustes; uma UPA 24H que foi inaugurada fora dos padrões da vigilância sanitária estadual; um débito de mais de meio milhão com a CELPE; mais de mil terços de férias dos servidores municipais atrasados; o Conjunto Habitacional Santo Antônio do Minha Casa, Minha Vida sem ser entregue e para fechar o ano com chave de ouro, recebemos o parecer do Tribunal de Contas do Estado nº 28689/2016 que identificou uma série de irregularidades na gestão tributária do município como falta de estrutura de funcionamento, falta de pessoal qualificado e treinado, falhas na arrecadação do IPTU, ausência de contratos na administração municipal, entre inúmeros outros casos.

Assim, apesar desse cenário o ano foi de muito esforço para corresponder aos anseios do povo de Salgueiro. Em 2018 estaremos dando continuidade a um volume de investimentos que ultrapassa o valor de R$ 15.000.000,00 (quinze milhões de reais), entre obras e ações nas mais variadas áreas, frutos de emendas parlamentares e projetos de convênios com os governos estadual e federal.

Iniciamos o ano de 2018 informando ao povo de Salgueiro que depois de vários meses de trabalho reconquistamos a licença ambiental do aterro sanitário o que viabilizará o recebimento de quase um milhão de reais por ano de ICMS socioambiental possibilitando a realização de muitas obras, estaremos realizando todo o geoprocessamento da cidade que facilitará a gestão urbanística e trará uma grande modernização para a nossa gestão e para as gestões futuras, estaremos realizando concurso para vários cargos, entre os quais Auditores Fiscais e Professores; Tivemos, também, consultas médicas na atenção básica, totalizando: 79.768; temos feito esforços para ajudar na entrega das unidades habitacionais do Conjunto Santo Antônio e também teremos em 2018 a implantação do Campus da UNIVASF que foi um dos grandes compromissos e fruto do nosso esforço, Salgueiro realiza seu sonho de ter o campus de uma universidade federal.

Apesar da busca louca dos símbolos do passado tentarem fazer-nos olhar para trás, todas as nossas forças e energia tem o olhar no horizonte, no futuro porque esse é o sonho de Salgueiro, porque esse é o sonho de todos nós.

Um grande 2018.

Assessoria de Comunicação


 

Por Victor Simão – DA REDAÇÃO SALGUEIRO NOTÍCIAS

Comentários

  1. Por Inês Claudia Leite

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *